Paleta Branca

Para a amiga Renata Mizrahi


Um dia branco
é um tempo que serve de esteio
.
Dia que esquece
não escurece
dia de nenhuma espécie
não diz a que veio
.
É um dia brando
e é assim porque
nem apetece
não chega floreiro
não bate escanteio
nada que
você me dissesse
.
Mas se há vazio
há espaço.
E a ausência
é só um pedaço
do que ainda não veio
.
É porque o destino é etéreo
reserva a paleta das cores
à sombra do temor dos mistérios
mas a mão dos corações trangressores
no peito que rasgam os tambores
.
Aquarela do dia
que não compadece
não desfalece
diante do que nem sabia
.
E cria no que antes temia
borrifando na penugem das dores
odores de flores
novos amores
as cores do dia.
Daniel Marinho